Cúllar - Granada - Espanha
 

Cúllar, antiga Cúllar de Baza.
Situada na Província de Granada. População de 2.258 habitantes.
Altitude: 780 m.
Área de : 427 Km2
Distância: Fica a 130 Km de a capital Granada.
Em 1620 - Cúllar se tornou município independente de Baza. Até o século XVI, a cidade de Baza incluía 5 villas:
1 - Zújar, 2 - Caniles, 3 - Cúllar, 4 - Freila, 5 - Benamaurel.
Entre 1897-1900 passou a chamar "Cúllar de Baza" a "Cúllar-Baza"
1986 - trocou seu nome definitivamente para "Cúllar", respeitando o desejo do povo que argumentava que não pertenciam mais a Baza.
Cúllar - vem da palabra "Qúllar", que significa "Terreno elevado".
Gentilício: Cullarenses Patrono de Cúllar: San Agustín , comemorado em agosto.
Iglesia de Santa María de la Anunciación, é uma igreja do século XVI, com campanario de tres corpos.

Economia: Produção de Azeite de oliva extra virgem, cereais e amêndoas.
É famoso o mel de Cúllar, que é um dos melhores de Andalucia por sua diversidade florística. Se destacam o mel de alecrim (romero), tomilho e lavanda.
A produção artesanal de queijo de cabra, os chorizos, as morcillas são de sabor singular.

História de Cúllar:

Por Cúllar passou numerosas culturas a julgar pelos restos arqueológicos encontrados nessa zona. Foi encontrado restos do Paleolítico, do Neolitico e restos romanos e árabes.
Segundo as crônicas no ano 985, Almanzon acampou no recinto da Vila. Como os povos vizinhos, fez parte de Murcia algumas vezes e do reino nazarí de Granada outras vezes.
No verão de 1488 a zona oriental do Reino de Granada foi conquistada pelos Reis Católicos, como antesala da conquista definitiva da capital nazarí em 1492.
O campo de Chirivel foi objeto de disputas entre os novos poderosos: a cidade de Baza (dona de uma ampla jurisdição que incluia a vila de Cúllar e o marquesado de Los Vélez (senhor de Vélez Blanco, Vélez Rubio e Oria, entre outras localidades. Uma vez em mãos dos Reis Católicos em 1488, El Zagal caiu sobre Cullar arrasando-a e incendiando-a. Os Reis católicos concederam um privilégio a Baza pelo qual, Cúllar passava a ser de seu domínio.
Na época, já havia intenso intercambio comercial feito atravéz do caminho Real de Lorca a Granada. Por alí passavam mercadores Genoveses de lã e seda com destino ao Porto de Cartagena; madeireiros franceses, moriscos a caminho de Granada, de Valencia, soldados, peregrinos e bandidos. No trajeto entre Cúllar e Vélez Rubio havia necessidade de vendas e hospedagem (albergues) para os viajantes. Então, o governo de Baza concedeu terrenos junto a mananciais de água com essa finalidade e assim surgiram as Venta del Baúl, a del Peral, a del Álamo e a de Vertientes.( isto, nos finais do século XV e início do século XVI). A “Venta del Álamo” foi dirigida entre 1526 e 1532 por Juan Martinez de Bogarra, morador de Baza. Ao redor destas hospedarias, surgiram núcleos populacionais.
Em 1628 se converteu em Vila independente.

Festas em Cúllar:

  • Moros y Cristianos" ou festa da Virgen de la Cabeza - no último fim de semana de abril;
    vídeo - Tradicional Festa dos "Moros y Cristianos"
  • San Agustín - Celebradas de 26 a 30 de agosto.
  • Feria - Celebrada de 26 a 30 de outubro.
  • San José - Festas celebradas em Venta Quemada e Venta del Peral.
  • San Blas - Em El Margen, uma localidade de Cúllar
  • San Juan - Em Vertientes.
  • La Santa Cruz - Em Pulpite.
  • San Isidro - Em Pozo Iglesias


Mapa da Província de Granada Mapa: Cúllar, Velez Rubio e arredores... Igreja - Cúllar/Granada Interior da Igreja - Cúllar Altar da Igreja - em Cúllar Vista panorâmica de Cúllar


Saiba mais:


Nossa família em Cúllar .


Livro de Visitas

Glacy Weber Ruiz

E-mail:
weber.ruiz@gmail.com
glacy_wrc@hotmail.com

Juan Ruiz Martinez | Carolina Martinez Sanchez | Nova Europa - SP | Londrina - PR | Familia Martinez Sanchez | Índice de nomes